Perda de autonomia do idoso

Perda de autonomia do idoso

Envelhecer é um processo completamente normal e natural pelo qual todos irão passar por em algum momento da vida.

Apesar de ser um processo natural, muitos ainda enxergam o envelhecimento como algo ruim, pois conforme a idade chega a habilidade de realizar certas atividades se torna reduzida. No entanto, isso não precisa ser um empecilho para que a qualidade de vida seja prejudicada na terceira idade, na verdade esse é um dos grandes motivos pelos quais esse público merece mais atenção e serviços especializados.

Isso porque um dos fatores mais determinantes do envelhecimento é a perda da capacidade e autonomia para desenvolver certas atividades com a mesma destreza que se tinha quando mais jovem.

Sendo assim, é necessário que se crie uma rede de apoio para que o idoso possa ter todas as necessidades supridas e consiga manter uma boa qualidade de vida.

Pensando nisso, trouxemos neste artigo alguns aspectos importantes sobre a perda de autonomia do idoso.

O que é a perda de autonomia do idoso?

É importante manter a autonomia do idoso em sua totalidade, a medida do possível. Tolher pode acelerar o processo de dependência.

A autonomia é a capacidade realizar ações por conta própria, sendo assim a perda de autonomia se refere à dificuldade ou até mesmo impedimento de realizar atividades comuns ou complexas.

Para os idosos a perda de autonomia é algo que ocorre de forma gradual, com o passar dos anos acontecem as perdas funcionais que impedem a realização das atividades cotidianas.

A autonomia está diretamente ligada ao fator da independência para o idoso, logo o idoso que tiver a capacidade de realizar atividades reduzida poderá passar por alguns problemas relacionados ao bem-estar físico e psicológico.

E é nesse momento que a família do idoso deve buscar por alternativas que visem integrá-lo na vida doméstica de forma que ele se sinta parte do ambiente familiar, ainda que possua certas limitações.

Nessa fase é importante que a família, ou lar de idosos, providencie os serviços e ajustes necessários para que o idoso consiga se adaptar à atual condição em que se encontra.

A importância do apoio para idosos com autonomia reduzida

Um eventual apoio não deve ser descartado se imprescindível. Mas lembre-se: Deixe espaço para as decisões pessoais.

A perda de autonomia não deve significar que a qualidade de vida do idoso será comprometida, nesse sentido o papel da família ou lar de idosos é o de providenciar os insumos necessários para que o idoso receba o apoio que necessita.

O idoso com perda de autonomia irá precisar que sejam pensadas às questões de mobilidade, limpeza, diminuição dos riscos ambientais, entre outros.

Entre as tarefas e serviços que visam auxiliar os idosos com a autonomia reduzida, se destacam as seguintes:

. Acompanhamento de idosos

Os idosos que vivem sozinhos podem precisar de um acompanhamento adequado para ir ao médico, realizar exames ou até mesmo para participarem de alguma atividade de entretenimento. Para isso o acompanhamento de idosos é uma excelente opção para garantir que esses idosos possam se locomover com tranquilidade e sem riscos à suas condições físicas.

Esse serviço deve ser realizado por acompanhantes especializados que devem possuir veículos próprios para garantir a estabilidade, segurança e bem-estar do idoso durante os trajetos percorridos.

. Limpeza da residência 

Um ambiente sempre limpo e organizado é fundamental para que a manutenção da saúde e bem-estar do idoso seja mantida. 

No entanto, com o avanço da idade se torna difícil realizar a manutenção da casa, portanto a contratação de um serviço de limpeza especializado é importante para garantir que o idoso possa residir em um ambiente organizado, acolhedor e seguro. 

 . Eliminação dos pontos de risco

Acidentes domésticos são, infelizmente, comuns na terceira idade, isso se dá pela diminuição da autonomia e também pode ser o reflexo de outras doenças. Portanto, o local onde o idoso vive precisa ser adaptado de maneira que os pontos de risco sejam reduzidos.

Pisos antiderrapantes, barras de apoio,  altura dos móveis e rampas são alguns dos detalhes que não devem ser deixados de lado na hora de realizar uma adaptação.

. Cuidador de idosos 

Diferentemente do acompanhante de idosos que apenas garante ao idoso companhia para ir ao médico ou para outros espaços, o cuidador de idosos exerce a função de atender às necessidades do idoso como, por exemplo,  com a higiene, alimentação e hora dos remédios.

Para as famílias que não podem estar sempre presentes na vida do idoso, a contratação de um cuidador deve ser considerada, uma vez que garante que o idoso seja bem tratado e receba os cuidados necessários para manter sua qualidade de vida.

E você, já precisou ou conhece alguem que tenha precisado de algum tipo de apoio? Conte-nos sua experiência

Post anterior
Serviços Voltados Para Terceira Idade
Próximo post
DEAPTI – Delegacia Especial de Proteção à Terceira Idade. O Apoio para Todas as Horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu